Prevenção ao suicídio

POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar do Estado de Alagoas

Dados da Organização Mundial de Saúde apontam que o suicídio é uma das 10 maiores causas de morte em todos os países e uma das três maiores causas de morte na faixa etária de 15 a 35 anos.

 No Brasil, apesar do índice de suicídio ser considerado baixo comparado aos índices mundiais, pesquisas apontam que houve um crescimento das taxas de suicídio nos últimos anos. Na Polícia Militar de Alagoas, observa-se um crescimento de 35% nos casos de suicídio no período de 2012 a 2018.

Um levantamento do perfil das tentativas de suicídio e dos suicídios consumados mostrou que os policiais militares de Alagoas apresentam taxa elevada de suicídio, chegando a uma taxa de 57 por 100.000 habitantes em 2018, índice superior às taxas verificadas no estado (Taxa média em Alagoas: 4,5) e nacionalmente (Taxa média no Brasil: 5,8).

Não há dúvidas de que as estratégias de prevenção ao suicídio no âmbito da Corporação dependem de um esforço coletivo, com o fortalecimento de uma cultura de cuidado e atenção aos policiais, combatendo-se os preconceitos relacionados ao adoecimento mental e ao sofrimento psíquico.

É a partir deste entendimento e percebendo o acesso à informação como um instrumento transformador da realidade, que o Centro de Assistência Social lança a Campanha: MÍDIA E SUICÍDIO: É POSSÍVEL PREVENIR, juntamente com a Cartilha: VALORIZAÇÃO DA VIDA E PREVENÇÃO AO SUICÍDIO que tem como objetivo orientar os meios de comunicação, os comandantes, policiais e familiares sobre o tema e assim ampliar as possibilidades de identificação precoce, melhor manejo do comportamento suicida  na corporação e uma comunicação responsável sobre o tema.