Notícia

POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar do Estado de Alagoas

O 3º Batalhão de Polícia Militar (BPM), em Arapiraca, realizou na manhã desta quarta-feira (8) uma solenidade de homenagens, alusiva aos 35 anos de implantação do Pelotão de Operações Policiais Especiais (Pelopes) da unidade. O evento aconteceu no Sesc, no bairro Santa Edwiges, em Arapiraca, no Agreste de Alagoas, e contou com a presença do comandante-geral da Polícia Militar de Alagoas, coronel Paulo Amorim.

 08 06 2022pelopescelpauloamorim

Estiveram presentes no evento, além do anfitrião, tenente-coronel Luciano Felizardo, comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar (BPM), o comandante de Policiamento do Interior (CPI), coronel Wilson da Silva; o comandante de Policiamento da Capital (CPC), coronel Walter Do Valle e do comandante do Comando de Policiamento de Área do Interior II (CPAI-II), coronel Pedro Moura.

08 06 2022pelopesh

A solenidade contou com a entrega de certificados de agradecimento aos militares da Reserva Remunerada (R/R) que fizeram parte do pelotão na época de sua implantação. Também foram homenageados outros militares veteranos que contribuíram com o 3º BPM, quando era comandando pelo agora comandante-geral da Corporação.

 08 06 2022pelopesdoc

O coronel Paulo Amorim, destacou a importância do pelotão e da unidade para todo o Agreste de Alagoas: “Tive a satisfação de comandar nosso brioso e querido 3º Batalhão, o Guardião do Agreste, um batalhão de tantas histórias e tantos legados. Batalhão que ao longo dos anos vem protegendo a sociedade dessa área de nosso estado. Parabéns especial e nosso agradecimento a todos que fazem o Pelopes! Parabéns pelos 35 anos de operacionalidade, realizando ações preventivas e repressivas contra o crime organizado, protegendo o bom e querido povo do Agreste alagoano”, destacou o comandante-geral da PMAL.  

 pelopes3bpm

Em seu discurso, além de destacar a importância do pelotão aniversariante, o tenente-coronel Luciano Felizardo relembrou a ligação pessoal que tem com o Pelopes da unidade que hoje comanda: “Cheguei ao 3º BPM em 1999 como aspirante e uma das primeiras funções que recebi foi comandar o Pelopes. Por isso considero grandioso, para mim, poder fazer parte dos 35 anos de sua história. Hoje, como comandante do batalhão, agradeço a quem fez esta 

 pelopes3bpmhoje

O evento contou ainda com a exibição de um breve documentário contando a história do Pelopes do 3º BPM. Um momento de muita emoção ocorreu quando o comandante-geral e o comandante do 3º BPM homenagearam a memória do cabo Silva, falecido em combate durante uma ocorrência de assalto em fevereiro de 2002. Familiares do policial estiveram presentes ao evento e receberam a homenagem. Também foi prestado um minuto de silêncio aos militares que fizeram parte da história do pelotão e faleceram no decorrer dos anos.

Publicado em Notícia

O Comando Geral da Polícia Militar do Estado de Alagoas vem a público prestar apoio total e irrestrito à sua tropa e, de forma especial, ao Cabo da guarnição do Pelopes, pertencente à 2ª Companhia de Polícia Militar Independente (CPM/I).

No exercício de sua função, o policial foi vítima de Injúria racial durante uma ocorrência registrada no município de São Luiz do Quitunde na última segunda-feira (16). O fato ocorreu enquanto a equipe realizava o policiamento durante os festejos de 130 anos de Emancipação Política da cidade do Norte de Alagoas.

                           

Um indivíduo do sexo masculino, de 25 anos de idade, visivelmente alterado e sem nenhum motivo aparente, aproximou-se da equipe. O homem iniciou uma sequência de xingamentos e ofensas contra a Corporação e contra os PMs que estavam no local (utilizando termos pornográficos e indignos de reprodução). Dirigindo-se a um dos patrulheiros do Pelopes, o indivíduo chamou-lhe de “macaco”.


A Corporação repudia veementemente qualquer ato de discriminação e reitera que abomina o racismo em todas as suas formas de manifestação. No caso específico, a vítima foi um cidadão e também representante do Estado no exercício de sua função constitucional.

O Comando lamenta o fato e reitera que, como sociedade, avançamos em diversos aspectos, mas vergonhosamente a intolerância e o preconceito ainda estão presentes e precisam ser combatidos de forma urgente.

O militar está recebendo o devido apoio institucional e sendo acompanhado pelo comando da Companhia. Já o autor, após o ocorrido, foi conduzido à Delegacia de Polícia em Matriz de Camaragibe e autuado pelos crimes de Injúria Racial e Desacato. Foi necessário conter o agressor utilizando a força devida (visando a sua própria segurança, a segurança da guarnição e de terceiros), para a condução à Polícia Judiciária.

Publicado em Notícia

No começo da manhã de terça-feira (07) no Povoado Morro Vermelho, Zona Rural de Mata Grande no Sertão alagoano uma operação conjunta localizou e prendeu José Pedro Alves da Silva, de 39 anos, dando cumprimento a um mandado de prisão. Contra José Pedro, conhecido como Dudé, havia mandados me aberto expedidos pelas justiças de Alagoas e Pernambuco.

A ação contou com a Polícia Militar de Alagoas por meio do 9º Batalhão de Polícia Militar, guarnições de Radiopatrulha, Pelopes e da Companhia de Operações Especiais do Sertão (Copes-Caatinga) e da Polícia Civil. Durante a operação foram encontrados um revólver calibre 38, uma espingarda calibre 36 e munições de ambos os calibres, além de um quilo de sementes de maconha, além de bomba d'água (possívelmente utilizada no cultivo da droga).

Alguns celulares e três motocicletas encontradas sem qualquer documentação também foram retidos e levados à Delegacia de Polícia de Mata Grande para averiguação.

Publicado em Notícia

 

O 10° Batalhão de Polícia Militar, sediado em Palmeira dos Índios, acaba de registrar uma conquista que já é considerada um marco na história da unidade: a realização do 1° Estágio de Nivelamento de Operações Especiais (ENOPE). A solenidade de conclusão foi marcada pela emoção e ocorreu na noite de sexta-feira (04). 

 

Ao todo 30 policiais, lotados no 10º BPM e também na 1ª Companhia de Polícia Militar Independente (CPM/I) completaram a jornada de 101 horas-aulas divididas entre teoria e prática. Na grade curricular, tiveram conteúdos como Instrução Tática Individual, Defesa Pessoal, Rotam, Armamento e Munição, Sobrevivência Urbana, Aspectos Jurídicos, Patrulha Rural, Estágio Prático, entre outros.

 

 

 

Na reta final, como parte do treinamento, os alunos passaram dias sem contato com a família. O encerramento se deu após uma marcha pela zona rural do município de Palmeira dos Índios. Na conclusão do percurso, os militares chegaram à sede do batalhão com muita vibração. Após proferirem a emocionante e tradicional “Oração dos Guerreiros de Operações Especiais” os concluintes foram surpreendidos e abraçados por seus familiares e companheiros de farda que os aguardavam.

 

Logo após esse momento marcado pelo sentimento de superação e vitória, houve a entrega das manicacas com o símbolo do estágio e certificados aos concluintes. Estiveram presentes no evento o comandante do batalhão, major Luciano Felizardo e o subcomandante, capitão Alex, o comandante da 1ª CPMI/I capitão Adriano Levy e também o pastor Warly Sandro, da Igreja Santa de Jesus Cristo.

 

 

“Este momento ficará para sempre marcado na vida de cada um e na história da nossa unidade. Esse curso mostrou a força, resistência, garra e fibra que cada um tem e talvez nem imaginava a dimensão. Parabéns!”, disse o comandante do 10º BPM, major Luciano Felizardo.

 

ENOPE

 

O 1º ENOPE foi desenvolvido com o objetivo de apresentar e treinar as técnicas e os procedimentos utilizados no dia a dia pelo efetivo destacado no serviço operacional; capacitando os policiais militares para utilização dos armamentos, equipamentos, viaturas e demais dispositivos utilizados na unidade; Habilitando-os a atuar tecnicamente e taticamente no Patrulhamento Tático Motorizado, como também em Operações de Controle de Distúrbios Civis, Sobrevivência e ações de maior complexidade.

Publicado em Notícia