Notícia

POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar do Estado de Alagoas
Quinta, 25 Novembro 2021 14:52
AÇÕES DISTINTAS

Militares do 2º BPM apreendem arma de fogo e da 2ª CPM/I recuperam veículo roubado

Ocorrências foram registradas nos municípios de União dos Palmares e Novo Lino, respectivamente

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +
Arma de fogo apreendida pelo 2º BPM em União dos Palmares Arma de fogo apreendida pelo 2º BPM em União dos Palmares

Na manhã desta quinta-feira (25), a guarnição 03 do Programa Força Tarefa, composta por militares do 2º Batalhão da PM, apreenderam uma arma de fogo dentro de uma residência localizada na Rua Rui Palmeira, no bairro Cohab Velha, em União dos Palmares.

Os militares se dirigiram até o local após receberem uma denúncia anônima e encontraram o dono da casa, que durante a entrevista policial afirmou possuir um armamento. Em seguida, ele autorizou a entrada dos policiais, que logo encontraram uma espingarda calibre 12 com duas munições no primeiro quarto.

Diante do flagrante, o infrator de 48 anos foi então encaminhado à 11ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) para a realização dos procedimentos cabíveis. Junto à Polícia Judiciária, ele foi autuado pelo crime de Posse ilegal de arma de fogo.

Já na Região Norte do Estado, equipes da 2ª Companhia de Polícia Militar Independente (CPM/I) deflagraram a Operação Fecha Quartel com o objetivo de coibir possíveis delitos em todos as cidades que estão em sua área de atuação, nessa quarta-feira (24). Durante as ações de fiscalização no município de Novo Lino, os militares realizaram uma abordagem a um senhor de 43 anos de idade, que conduzia um ciclomotor.

25 11 2021 2cpmi

Durante o procedimento, foi verificado que o veículo possuía queixa de roubo ou furto. O condutor informou que havia comprado o ciclomotor na Zona Rural de Xexéu, em Pernambuco. O antigo dono lhe entregou uma nota fiscal, a qual foi constatada que era falsa. Diante dos fatos, o indivíduo e a I/Wuyang WY48Q-2, de cor branca, foram levados à 8ª DRP, em Matriz de Camaragibe, onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pelo crime de Receptação.