Notícia

POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar do Estado de Alagoas
Sexta, 27 Agosto 2021 09:56
PROTEÇÃO À MULHER

Comandante-geral participa do lançamento do App “Não”, em Palmeira dos Índios

Mulheres agora dispõem de ferramenta de denúncia, que deve ser ampliada para mais de 20 municípios

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +
Aplicativo reúne uma rede de serviços e apoio às vítimas de violência Aplicativo reúne uma rede de serviços e apoio às vítimas de violência

O combate à violência contra a mulher acaba de ganhar uma nova ferramenta em Palmeira dos Índios, Agreste alagoano. Na noite desta quinta-feira (26) ocorreu o lançamento do aplicativo “Não”. O Comandante-geral da Polícia Militar de Alagoas, Coronel Wellington Bittencourt participou da solenidade promovida pela Liga Acadêmica de Direito Digital do Campus Sertão do Cesmac (LADD) juntamente com a Associação AME.

O projeto nasceu dentro das atividades desenvolvidas pelos estudantes de Direito do Cesmac integrantes da LADD, que uniu forças com a Associação AME. A instituição sem fins lucrativos presta um serviço gratuito e amplo de acolhimento a mulheres vítimas de violência. O “Não” começa a ser utilizado em Palmeira dos Índios, mas nos próximos meses será ampliado para os 22 municípios alagoanos onde a AME está presente.

O evento de lançamento ocorreu no auditório da 3ª Subseção da OAB/AL com a participação da presidente da AME, Júlia Nunes e representantes da LADD; do comandante do 10º BPM, Tenente-coronel Nilton Rocha; do chefe da 5ª Seção do Estado-Maior Geral da PM, Tenente-coronel Galvãao e da vereadora por Maceió, Teca Nelma e convidados.

“NÃO”

Trata-se de uma ferramenta acessível e de fácil uso. Por meio do app, a vítima poderá acionar o apoio necessário. A AME receberá a informação e acionará a rede de suporte à vítima, incluindo a Polícia Militar, caso preciso. Para baixar o App, basta clicar no link na Bio do Instagram da @ladd_cesmac_sertao e seguir as instruções. Outra maneira é acessar a Google Play Store e, em seguinda,  buscar por “NÃO! A violência contra a mulher”.

O “Não” terá suporte para receber mídias e registros que confirmem a denúncia, mas terá criptografia para proteger as informações, de forma que há dados que serão de uso restrito da Polícia Judiciária.

O projeto se desenvolveu dentro da Liga Acadêmica de Direito Digital do Campus Sertão do Cesmac e teve como principal entusiasta e professor Sandro Melros. O fundador da liga faleceu no dia 24 de fevereiro deste ano, vítima de complicações em decorrência da Covid-19. O educador não chegou a ver o aplicativo em ação, mas seu ideal segue em desenvolvimento.

 
Apoio institucional


 

Em 17 de março deste ano, o Comandante-geral recebeu a acadêmica de Direito, Isabelle Mendes. Na reunião ocorrida na sede do Comando-Geral, em Maceió, a universitária, que é uma das responsáveis pela idealização do aplicativo, apresentou detalhes sobre a formatação e funcionamento da ferramenta digital que é totalmente gratuita e não tem fins lucrativos. A ideia foi abraçada com entusiasmo pela Corporação e, na ocasião, o Coronel Bittencourt manifestou seu apoio ao projeto.

27 08 2021appnao
 

Durante o lançamento, o Coronel entregou nas mãos de Isabelle um Certificado de Agradecimento acompanhado de um troféu em reconhecimento ao empenho da jovem juntamente como toda a equipe.