Notícia

POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar do Estado de Alagoas
Terça, 18 Maio 2021 15:59
PADRONIZAÇÃO

Durante Mesa de Situação, CPI apresenta plano de funcionamento de CISPs

Projeto deve nortear ações na área administrativa e operacional dos Centros Integrados de Segurança Pública

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +
Comandante do CPI apresenta plano de funcionamento para CISPs Comandante do CPI apresenta plano de funcionamento para CISPs

O Comando de Policiamento do Interior (CPI) apresentou um plano de funcionamento para os Centros Integrados de Segurança Pública (CISPs), com diretrizes de padronização das atividades operacionais e administrativas. A apresentação foi feita pelo comandante do Grande Comando, coronel Eduardo Lucena, ao secretário Alfredo Gaspar de Mendonça durante a Mesa de Situação com oficiais superiores.

Um dos objetivos do plano é disseminar ainda mais a filosofia de Direitos Humanos nas atuações operacionais dos integrantes da Corporação, que é um dos pilares do Policiamento Comunitário, cuja participação da comunidade no processo de planejmanento de segurança pública é fundamental. De acordo com o planejamento, para que o objetivo seja alcançado serão ministradas capacitações seguindo os preceitos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Com o plano, será possível também realizar um trabalho preventivo por meio de estratégias, que reunirão conhecimentos aprofundados acerca de demandas locais, buscando dar respostas focadas para suas causas, principalmente em áreas tidas como críticas.

18 05 2021 cpi1

De acordo com o major José Petrônio Pantaleão, um dos responsáveis pela elaboração do plano de funcionamento, o projeto vem para normatizar a estrutura organizacional dos CISPs. “Para garantir que os objetivos gerais e específicos sejam alcançados pelos Centros Integrados é necessário ter um controle dos trabalhos operacionais e administrativos, o que será feito pelos Grandes Comandos de Policiamento de Área do Interior”, explicou o major. Ele ressaltou, ainda, que a padronização trará mais benefícios à sociedade. “A política de integração das polícias Civil e Militar e esse elo proporcionará à população melhores serviços, num ambiente bem estruturado e organizado’, finalizou.

O comandante do CPI enfatizou que o interior de Alagoas vive uma nova fase, com mais estrutura no aparato policial. “Além dos Cisps, atualmente temos mais policiais militares, viaturas e armamentos. Em breve mais investimentos e mudanças virão”, disse o coronel Lucena.

Em Alagoas, 28 Centros Integrados já estão em funcionamento. Neles, as Polícias Militar e Civil traçam estratégias para conter a criminalidade e reduzir o número de casos de violência. O CISPs estão instalados nos municípios de Boca da Mata, Murici, São José da Laje, São José da Tapera, Girau do Ponciano, Ouro Branco, Cajueiro, Igaci, Viçosa, São Luís do Quitunde, Junqueiro, Pão de Açúcar, São Miguel dos Milagres, Mata Grande, Batalha, Major Isidoro, Messias, Teotônio Vilela, Campo Alegre, Pilar, São Sebastião, Taquarana, Marechal Deodoro, Maribondo, Lagoa da Canoa, Coruripe e Joaquim Gomes e Porto Real do Colégio. Nos próximos dias, está prevista a entrega de mais quatro novos CISPs, respectivamente, nas cidades de Craíbas, Novo Lino, Rio Largo e Palmeira dos Índios

Participaram da Mesa de Situação os comandantes de Áreas do Interior, os tenente-coronéis Pedro Moura (CPAI-I), Carlos Azevedo (CPAI-II) e Klingermário Araújo (CPAI-III), além de comandantes de batalhões e demais oficiais.