Notícia

POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar do Estado de Alagoas
Quinta, 11 Fevereiro 2021 14:11
ESTADO-MAIOR GERAL

Coronel Gerônimo se despede do EMG e fala da expectativa para curso na Escola Superior de Guerra

Oficial superior enfatizou projetos desenvolvidos durante sua gestão no Estado-Maior Geral, que agora será chefiado pelo Coronel Marinho

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +
Coronel Gerônimo de despede do EMG e fala da expectativa para curso na Escola Superior de Guerra Coronel Gerônimo de despede do EMG e fala da expectativa para curso na Escola Superior de Guerra

Após mais de um ano chefiando o Estado-Maior Geral (EMG) da Polícia Militar de Alagoas, o coronel Gerônimo do Nascimento, está deixando a unidade e agora se prepara para ingressar no Curso de Altos Estudos de Defesa (CAED), na Escola Superior de Guerra (ESG) do Exército Brasileiro, em Brasília, no Distrito Federal. Recentemente, o coronel João Marinho, foi nomeado como chefe do EMG.

Nesta quinta-feira (11), o coronel Gerônimo fez um balanço do trabalho desenvolvido e também falou das expectativas para participar do curso de pós-graduação lato-sensu, que vai ser realizado de 1º de março a 03 de dezembro deste ano.

“O curso visa ensinar técnicas de segurança nas regiões de fronteira, baseado em realidades vivenciadas em nosso país. Mesmo Alagoas não tendo uma região fronteiriça, mas os ensinamentos adquiridos vão ajudar nossa Corporação a melhorar o trabalho nas divisas, em especial, no Sertão, onde existe um grande problema de tráfico de drogas. Então alinhada com a metologia usada pelo Exército nas proximidades com outros países, a PM vai poder desenvolver projetos que reforcem os cuidados nos locais de entrada em Alagoas e claro irei estar atento às orientações para ao retornar poder contribuir ainda mais com a missão que nos foi dada pelo Comando Geral. Fico muito grato pela confiança prestada”, afirmou o oficial.

Vários projetos foram desenvolvidos pelo Estado-Maior Geral da PM durante a gestão do coronel Gerônimo, alguns deles, especificamente após a criação de um núcleo específico. “O Núcleo de Projetos era uma demanda antiga solicitada até pela Secretária de Segurança Pública para ajudar na realização de algumas ações dentro da Corporação. Um dos projetos que foi dado andamento com essa equipe foi a da reforma do Quartel do Comando Geral (QCG), no Centro de Maceió. Ano passado, conseguimos fazer a parte interna da licitação e estamos agora aguardando a dotação orçamentária para dar andamento do edital”, disse o coronel que também lembrou da verba já orçada para a reforma do Centro Médico Hospitalar da Corporação (CHPM). “Nós já temos R$ 4 milhões que foram disponibilizados para a reforma do hospital, mas também com uma proposta para a construção de uma nova unidade de saúde, inclusive com a disponibilidade do terreno onde estava localizado o BPTran, no Trapiche. Quando o projeto estiver pronto, ele deverá ser apresentado ao Alto Comando para iniciar os trâmites legais, mas sem data definida ainda”, enfatizou.

“Nós também estamos com outros projetos avançados, alguns financiados pela SSP, como a construção do aparelhamento da academia de musculação do Batalhão de Radiopatrulha (BPRp), o aparelhamento do Centro de Assitência Social, dentro outros na área de valorização do militar como cursos especializados”, afirmou.

11 02 2021 coronelgerônimo

Durante o ano de 2020, sob a chefia do coronel, o EMG em conjunto com representantes do Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBMAL) editou um projeto de Lei, que está em análise pela Secretária de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag-AL) e deve ser enviado pelo Governo à Assembleia Legislativa de Alagoas, que regulará a proteção social do militar alagoano.

“Com base na instituição do sistema social dos militares das Forças Armadas por força da Lei 13.954/2019, foi preciso também a edição de um projeto que dê essa proteção ao militar que vai para a inatividade, pois ao ir para a Reserva Remunerada ele não se aposenta como o servidor civil e ainda pode ser acionado a qualquer momento a depender da necessidade. Então essa proteção social visa a garantia da assistência ao militar e à sua família, como a assistência médica, funerária, jurídica, entre outras. Parte desse projeto já está concluída, mas o meu sucessor vai precisar dar continuidade ao trabalho”, declarou lembrando também de outro trabalho conjunto que está em desenvolvimento: a criação do código de ética do policial e bombeiro militar, principalmente após a extinção da prisão disciplinar por força da Lei Federal 13.967/2019. O futuro código de ética deve atualizar a atual legislação estadual.

Junto às seis seções que estão integradas ao EMG, o coronel também citou alguns projetos que vêm sendo tocados por cada unidade. Um dos exemplos é a restruturação do Serviço de Inteligência. Segundo ele, nos próximos dias a minuta do projeto de lei deve ser debatida pela Corporação para, em seguida, ser enviada aos demais órgãos do Governo para análise. “Também vale ressaltar o trabalho desenvolvido pela 5ª Seção na criação do Manual de Cerimonial e no Manual de Identificação Visual. Este último deve ajudar na unificação da imagem da Corporação, desde o policial nas ruas até a padronização das diversas unidades. O cidadão comum poderá identificar com mais facilidade um quartel ou qualquer outro elemento da Instituição”, reforçou o oficial ainda comentando sobre as ações que a Assessoria de Comunicação vem desenvolvendo para a valorização dos militares inativos com base na lei estadual que criou o “Dia do veterano”, aprovada pela ALE.

Outros projetos postos em prática também foram citados pelo coronel Gerônimo, como os que foram desenvolvidos pela 6ª Seção, numa ação conjunta com a Secretária de Segurança Pública. Um deles possibilita a confecção do Boletim Eletrônico, outro criou um dashboard permitindo o acompanhamento das ações da Corporação. “O comandante hoje tem a condição de acompanhar, em tempo real, quantas viaturas estão de serviço, em operação, quantos militares estão de serviço, quantas ocorrências estão sendo atendidas no momento, e além de tudo isso, é possível saber de onde cada guarnição está despachando as atividades. Isso tudo para que a PM possa conseguir um resultado mais eficaz na segurança pública”. disse ele.

“Nós também preparamos o terreno para a expansão do Boletim de Trânsito, que deve chegar a todos os municípios do Estado, numa ação conjunta com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Com essa ampliação, todas as guarnições do interior vão poder fazer esse tipo de documento, possibilitando uma segurança ainda maior para o cidadão. O comando delegou essa missão e eu fico muito feliz por ter contruído fortemente para que as coisas acontecessem”, finalizou o coronel Gerônimo.

CAED

A estrutura curricular do Curso de Altos Estudos de Defesa está constituída de disciplinas que articulam e sistematizam os conteúdos abordados e integram conhecimentos das seguintes áreas: Segurança, Defesa e Desenvolvimento; Cultura, Psicossociologia e Defesa; Estado Brasileiro e Defesa em Perspectiva Histórica; Relações Internacionais; Geopolítica, Desenvolvimento e Defesa no Brasil; Defesa Nacional; Gestão Estratégica de Defesa; do Trabalho de Conclusão de Curso. A abordagem metodológica desenvolvida pela ESG propicia aos discentes, experiência prática dos conteúdos estudados em diversos níveis de complexidade, configurando-se como um sistema de estudos, pesquisas e atividades, exigindo comprometimento individual e trabalhos em grupo.