Terça, 12 de Dezembro de 2017
   
Texto

PM recebe diretoria do CSA para tratar sobre a utilização de instrumentos musicais no Rei Pelé

Militares confeccionarão cartilha padronizando a utilização destes materiais no estádio
 
O comandante-geral da Polícia Militar de Alagoas, coronel Marcos Sampaio, recebeu membros da diretoria do Centro Sportivo Alagoano (CSA), durante a manhã desta quinta-feira (10), em seu gabinete, para tratar sobre a liberação de faixas e instrumentos musicais por parte dos torcedores do clube.
 
Também participou do encontro o comandante do CPC, tenente-coronel Neyvaldo Amorim; o comandante do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), tenente-coronel Lima Neto; o P3 do CPC, major Marcelo Carnaúba; além do presidente do conselho deliberativo do CSA, Raimundo Tavares; do vice-diretor administrativo do clube, Hugo Leahy; e do ex-presidente da OAB, Omar Coelho.
 
Uma das reivindicações dos azulinos foi o fato de torcedores do CRB, maior rival no Estado, estarem utilizando instrumentos de percussão nas arquibancadas, sendo que o mesmo estava sendo negado aos seguidores do CSA.
 
“Nós viemos em nome dos nossos torcedores ajustarmos a entrada de alguns materiais junto a PM, pois, isso já estaria ocorrendo em jogos de outros clubes”, relatou Hugo Leahy.
 
Durante a reunião, o coronel Marcos Sampaio reforçou que a Polícia Militar não tem preferência por nenhum dos clubes e que ambas as torcidas serão tratadas de igual forma.
 
“Nossos policiais garantem a segurança e normalidade dos espetáculos, independente de qual clube esteja jogando, o nosso pensamento é e sempre será prezar pela integridade dos envolvidos durante os jogos, sendo que o que for liberado para uma torcida, também será liberado para a outra, seguindo da mesma forma para o que for negado”, afirmou o comandante-geral.
 
Já o major Carnaúba justificou que as proibições são de acordo com as normas que regem o Estatuto do Torcedor, além de alertar que as más utilizações destes implementos atrapalham a circulação de torcedores, trabalhadores e policiais, bem como, dificultam a evacuação do estádio em casos de emergência.
 
“O próprio estatuto limita a utilização deste tipo de material, nós liberamos para os torcedores do CRB, após ajustarmos todas as regras, junto ao próprio presidente do clube, que deverão ser obrigatoriamente cumpridas, nada impede que isso também seja oferecido ao CSA, inclusive, já neste sábado, no jogo contra o Remo”, explicou Carnaúba.
 
Por fim, ficou acertado que a Polícia Militar irá confeccionar uma cartilha com o objetivo de padronizar a entrada de instrumentos musicais e faixas das torcidas nas arquibancadas do Estádio Rei Pelé que deverá ser cumprida por todos os clubes.
Partilhar no FacebookPartilhar no Twitter

ATENÇÃO

Locais de Provas

CPM 2018

PESQUISE NO SITE

ACESSO À INFORMAÇÃO

Banner

DISQUE DENÚNCIA

Banner
Banner

INFORMATIVOS

Banner
Banner
Banner

CONTATO

ALAGOAS EM DADOS E INFORMAÇÕES

Banner

LINK CNCG